quinta-feira, 24 de setembro de 2009

LINHA CARIOCA 397 CONTINUA DESATIVADA


Enquanto a ridícula gíria "balada" continua em circulação no jargão das emissoras de rádio e TV, da Energia 97 à Band News, da Rede TV! à MTV, arranhando nossos ouvidos que são incomodados pelo cuspe dos clubbers de plantão (que falam "balada" e "galera" cuspindo arrogância e saliva), esperando o reboque de algum entendido em português e na boa fala, a linha carioca 397 (Campo Grande / Largo da Carioca) continua desativada por decisão da Justiça do Rio de Janeiro.

A linha foi desativada porque a empresa Ocidental - Transportes Oeste Ocidental Ltda. - tem sua frota totalmente de ônibus velhos e de segunda mão. Não sou contra empresa comprar ônibus usados, em muitos casos isso até ajuda, mas é necessário uma boa manutenção desses carros. O que não é o caso da Ocidental, que até tentou alguma melhoria colocando carros com ar condicionado pegos da associada Amigos Unidos. Mas, não deu jeito. A Ocidental causou vergonha com tantos ônibus enguiçados nas ruas - vários na Av. Brasil - e até um ônibus caído de um viaduto, causando três mortes e vários feridos.


A 397 foi até usada numa malandragem, pois para "salvar" a Ocidental, seus empresários usaram o serviço da empresa associada, a Amigos Unidos, para supostamente resolver o problema da 397. Aí há um caso insólito. A Amigos Unidos surgiu isolada na Zona Sul, entre São Conrado e Botafogo, a partir dos anos 80 passou a servir o Centro e nos últimos anos é vista até em Manguinhos e na região do Méier por conta da Linha Amarela. E há alguns meses passou a ser vista por quase toda a Av. Brasil e no terminal de Campo Grande por conta dessa "ajuda" que carateriza uma das "maravilhas" do sistema de pool (armação que só favorece empresários e aliados, iludindo busólogos e passageiros com seus paliativos falsamente "salvadores").

Com essa malandragem descoberta, veio a proibição da Ocidental de operar a 397, até que prove por A mais B que é capaz de investir em frota renovada e bem cuidada. Como a empresa não conseguiu provar isso, a linha continua suspensa, obrigando os passageiros a optar por outras linhas, até pegando mais de um ônibus ou indo de trem.


Ônibus da Auto Viação Jabour servindo a linha 854 na Barra da Tijuca. A linha tem como destino o terminal rodoviário do Campo Grande, o mesmo ponto final da linha 397.

Sugerimos, no entanto, que a Auto Viação Jabour assuma a 397, porque é dentro de sua área e a Jabour, traidicional empresa carioca, investe constantemente em renovação de frota. A Jabour já tem linhas operando no ramal Centro-Zona Oeste via Av. Brasil, assumindo a 397 ela certamente fará um bom trabalho.

Nenhum comentário: