domingo, 13 de setembro de 2009

"LÍDER DE OPINIÃO" CRITICA O KYLOCYCLO


O "líder de opinião" não gostou de ver o caderninho que ele enviou para uma grande editora ser publicado neste blog. Ele, que está prestes a lançar o livro Frases de Sabedoria, com coquetel previsto para o próximo dia 26 num salão de um prédio empresarial da Avenida Paulista (que, para ele, é sinônimo de "paraíso", mas ninguém pode espalhar isso, não), atacou duramente O Kylocyclo pelo vasamento das dez frases que, em parte, ele tentou desmentir que são suas.

Eis a mensagem dele:

"Sr. Alexandre, eu fiquei chocado de ver dez frases atribuídas a mim no seu blog. Mal posso medir a minha indignação, por ver minha imagem ser depreciada de forma tão humilhante.

Eu, que, além de jornalista, sou blogueiro dos mais conceituados, só porque tenho mais recursos para ir a Brasília e falar com amigos meus do Congresso Nacional, fui tratado como palhaço no seu blog. Se alguns dos meus amigos são poderosos, e se eu apoio parte da chamada grande mídia, isso é problema meu. Leio de Veja a Caros Amigos, e no meu blog prefiro ver legitimidade o que a grande mídia publica, porque ela é mais profissional e seus jornalistas são mais gabaritados.

O que não é o caso de você, que faz um blog vagabundo, cujo único esporte é a iconoclastia, a derrubada de totens inabaláveis. Nunca me passou pela cabeça agradecer a Rede Globo, ou dizer que só penso o que os grandes jornalistas pensam. Se eu defendo que os serviços públicos tenham participação de capital privado ou estrangeiro, o problema é meu. Isso não me faz dizer que odeio a esquerda. Só não gosto de seus excessos.

Você fala que eu sou engravatado ou que falo feito líder sindical. Pura confusão de princípios. Você quer desviar a discussão, com mesquinharias deste tamanhinho. Se só ouço meia-dúzia de FMs, se eu, indo para Salvador, eu sintonizaria com gosto aquela rádio do ex-prefeito, que você chama de "a mais 171 do país", é bom você respeitar, porque tenho mais de 30 anos de jornalismo, nunca trabalhei no Jornal Nacional e nunca fui assessor do falecido Tales Alvarenga, e muito menos de qualquer senador do Maranhão, Bahia ou qualquer lugar que você disser.

Quero que você retire suas críticas, porque você não sabe com quem está lidando. Seu moleque, você não tem a experiência, a imparcialidade e o prestígio que eu tenho. Se eu vir a apoiar o "funk", é porque tenho razões para tal. Se você não gosta de saber que Tom Jobim está morto e que o futuro é o Créu, problema seu. Se a cidadania é mercadoria ou não, pouco importa. Se ela é respeitada, tudo bem. Se vivemos num país capitalista, é preciso respeitar os princípios do liberalismo econômico, e dá para ser de esquerda agindo assim.

Tenha juízo. Atenciosamente, "Líder de Opinião".


RESPOSTA DE O KYLOCYCLO: Eu estaria perdendo muito tempo respondendo cada parágrafo que você escreveu, seu "líder". Mas você é que agiu de tal arrogância contra mim. Se você é experiente e tem prestígio, mas anda meio "arranhado" ultimamente, problema é seu. Assim como Pimenta Neves também foi experiente e, ao cometer um crime passional, jogou toda sua carreira (que não tinha brilho algum) fora.

Você escreve de forma confusa, não eu. Você quer ser de esquerda defendendo valores "do liberalismo econômico", e deixou claro isso. Se vivemos num país capitalista, isso não impede que questionemos seus princípios, na medida em que estes promovem a injustiça social.

Você também se torna omisso com algumas coisas. Usa seu tempo de experiência para dizer que é ótimo ter amigos parlamentares, que você não diz quem são, ou ouvir a emissora baiana do ex-prefeito de Salvador, que, repito, é a "mais 171 do país". Não me iludo com campanhas pseudo-cidadãs dessa rádio, e sei que se você se ilude, o problema é seu, mas não impede que eu venha criticar isso, porque você é figura influente na sociedade, você é formador de opinião, e por isso todos os erros seus, mesmo sendo problema seu, podem refletir negativamente na sociedade.

Eu não vou deixar de criticá-lo. Se você vai lançar seu livro num coquetel entre amigos e gente de nome, tudo bem. Mas tudo o que você fizer de errado, embora seja de responsabilidade sua, terá reflexos no seu público. Por isso lhe critico.

Quem tem que ter juízo é você, por causa do peso de sua experiência. E tem que aceitar novos blogs que vão muito além de seu apático senso crítico.

2 comentários:

Edilson Trekking disse...

E porque razão esse "lider" apóia o "funk" ($$$$$$$$$$$)que é um ritmo que tira o espaço das culturas regionais ,deixando o povo brasileiro mais idiota do que nunca. Quem apóia o "funk" e outras porcarias do brega-popularesco enganador é!

Marcelo Delfino disse...

Caramba! O que esse "líder de opinião" diria de mim (que nem sou jornalista, sou apenas um blogueiro nas horas vagas) e do meu blog Brasil, um País de Tolos?

Vai ver, diria que o blog é uma blasfêmia contra o Presidente que é aliado de gente tão diversa como o liberal Henrique Meireles e o bolivariano Hugo Chávez. Ou seja: também um pseudo-esquerdista que apoia o neoliberalismo.

Pessoas como ele só justificam mais ainda e nome do meu blog.