segunda-feira, 7 de setembro de 2009

CAMPANHA FICHA LIMPA


2010 vem aí e as campanhas eleitorais também. Por isso, temos que tomar cuidado porque os velhos corruptos do país, assim como seus similares emergentes, herdeiros ou não daqueles, podem mais uma vez convencer os eleitores a votar neles, com uma campanha engenhosa falando mais uma vez em "cidadania", "boas propostas" e "grandes projetos".

Quem acompanha O Kylocyclo sabe bem das denúncias que o blog faz, tanto da juventude pseudo-esquerdista que pede o fechamento do Congresso Nacional a pretexto de acabar a corrupção, mas, durante as campanhas eleitorais, convence os amigos e simpatizantes a votarem nos mesmos políticos corruptos, sempre com aquela desculpa "é só ele que faz, mesmo!".

Outra denúncia é o fato de que boa parte da sociedade baiana ter caído, feito patinhos órfãos, na falácia da Rádio Metrópole FM, emissora de Salvador (BA) que fez de tudo para enganar os baianos, de campanhas pseudo-cidadãs altamente tendenciosas até seduzir de forma hipócrita a esquerda baiana, para esta depois ser espinafrada por seu dono, ninguém menos que Mário Kertèsz, que num passado recente foi um dos políticos mais corruptos de toda a história da Bahia. Mesmo fora da vida política, o ex-prefeito de Salvador, mesmo assim, fez politicagem sob a capa do radiojornalismo, de qualquer maneira usando de toda demagogia para iludir e enganar os cidadãos.

Por isso mesmo é que a Campanha Ficha Limpa é uma idéia do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), que tem o apoio do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Confea). Está disponível o vídeo institucional, de 9 minutos, a respeito do Projeto de Lei sobre a Vida Pregressa dos Candidatos, que pretende banir a candidatura de pessoas envolvidas em delitos como homicídio, corrupção e tráfico de drogas, entre outros.

Mais detalhes podem ser conhecidos através deste vídeo, de nove minutos, tempo bem menor do que a campanha eleitoral de muitos políticos corruptos. Não custa assistir a este vídeo.

Nenhum comentário: