domingo, 23 de agosto de 2009

"LÍDER DE OPINIÃO" EM ESTADO DE CHOQUE



O "líder de opinião" está em estado de choque. Mal pode dizer alguma coisa em seu blog visitado por milhares de pessoas, de sindicalistas pelegos e burocratas baianos a socialites e senadores maranhenses.

Mas dá para perceber o choque dele ao ver sua querida TV Bandeirantes veicular reportagens sob o ponto de vista dos latifundiários. Logo a TV Bandeirantes, que ele chamava de "esquerdista" só porque se contrapôs "corajosamente" à Rede Globo no quesito telejornalismo. Logo a mesma empresa da Band News FM, que ele também julgava "heróica", apesar da rede de rádios noticiosa estar caminhando para o showrnalismo (não o showrnalismo que o "líder de opinião" entende, meio "Cidade Alerta", meio "revista Caras", mas que une notícias com espetáculo, marketing, coloquialismo compulsivo e um paiol de bobagens).

Ele havia comprado um cartão de amizade para dar ao chefe de jornalismo da TV Bandeirantes, Fernando Mitre, e havia escrito uma mensagem tão bonita de apreço a ele. Um cartão no mais típico estilo esquerdista, já que o "líder de opinião" se entusiasmou ao ver os anúncios da Band News FM na Caros Amigos e Carta Capital ("viu, viu?", disse o "líder" aos amigos, "viu como a Band é de 'esquerda'?") .

Como o Grupo Bandeirantes faz parte daquela facção da grande mídia que faz reportagens sobre Che Guevara sem partir para xingações ao falecido guerrilheiro (coisa que a Veja costuma fazer), então o "líder de opinião" achou por bem mandar o cartão ao Fernando Mitre.

Mas, quando ele havia comprado envelope e tudo, a TV Bandeirantes já mandava brasa nas reportagens contra o MST - que a rede chegou a reportar sem disparar um desaforo contra - , contra grupos similares e agora contra o rigor nos critérios de produtividade para os grandes fazendeiros. O "líder de opinião" mal pôde respirar. Ele, aparentemente, está sereno no seu blog, onde tem de tudo, xingações de lugar-comum aos políticos de ocasião, frases de escritores best sellers, "causos" sobre a história recente do Brasil etc etc etc. Mas, nos bastidores de seu festejadíssimo blog, o "líder de opinião" está deprimido por saber que não existe grande mídia de esquerda. Se ele fosse esquizofrênico, imaginaríamos ele dizendo, feito um débil-mental: "Dãããããoooo... Snif! Dão bode zê!!".

Na Bahia, um outro "líder de opinião", veterano jornalista de esquerda, mandou este mesmo cartão para o Mário Kertèsz, o "Cidadão Kane" baiano que está por trás da Rádio Metrópole FM, animado com as campanhas tendenciosas da rádio e suas posturas supostamente "cidadãs", seja com posturas falsamente solidárias a causas sociais edificantes (como a revolta dos estudantes contra o reajuste das passagens de ônibus soteropolitanos), seja com reportagens tendenciosas atacando velhos desafetos do astro-rei da emissora, que por mera coincidência são também odiados pelo "líder de opinião" e por uma questão histórica representam o coronelismo baiano em dada região de cidades.

Feliz da vida, o "líder de opinião" baiano não escaneou o cartão, mas escreveu no seu blog todos os amores que sentiu por Kertész e sua rádio, e o envio do cartão foi caprichado, teve até comprovante de "Ao Remetente" e tudo.

Só que mal sabia o "líder de opinião" que o dono da Rádio Metrópole simplesmente rasgou o cartão, rindo ironicamente daqueles que pensam que o astro-rei da emissora baiana virou esquerdista.

Nenhum comentário: