sexta-feira, 10 de julho de 2009

"VAQUEJADA" EUROPÉIA


Uma tourada ocorrida hoje durante a festa de São Firmino, em Pamplona, norte da Espanha, causou a morte de um turista. É a primeira morte registrada em seis anos, o que não significa que a festa passou a ser menos perigosa.

Os defensores dessa farra do boi espanhola alegam que a festa é tradicional, gera empregos e fortalece o turismo. É a mesma desculpa que os defensores dos rodeios e vaquejadas - arenas para ídolos da suposta "canção sertaneja" que é o breganejo - fazem, escondendo por trás os interesses financeiros astronômicos. É aquela mensagem subliminar: "se vocês deixarem nós, organizadores de farras do boi e similares, investirmos em tais atrações, a gente dá uma parte de nossa fortuna para comerciantes, funcionários e outros subalternos".

Maltratar um animal não justifica a prevalência de tais eventos.

Nenhum comentário: