segunda-feira, 6 de julho de 2009

STEPHANY BRITO


Bom, mas vamos agora à xará da cantora do tal do "Cross Fox", a atriz Stephany Brito. Ela vai se casar, amanhã, com o jogador de futebol Alexandre Pato, um dos integrantes da meleção brasileira de futebol, a Seleção Amarelão que tem que vencer todas as partidas de futebol (salvo aquelas que não prejudicam a SBF em pontuação) para atender aos interesses da Nike, do Ricardo Teixeira e do Galvão Bueno.

Sendo uma atriz iniciante, a produção do casamento e da festa determinaram a atração que deverá haver no evento: "funk carioca". E o "felizardo" a apresentar-se diante dos convidados (evidentemente não sem causar algum constrangimento entre os menos pândegos) é o MC Sapão.

Como é de praxe, acordos entre os empresários de breganejo, axé-music e "funk" com os meios de comunicação e anunciantes determinam que atores ascendentes são obrigados a aderir a esses ritmos da Música de Cabresto Brasileira, se querem seguir sua carreira adiante. Não sou eu que falo, Samara Felippo já vazou essa informação quando disse que foi contratada para aparecer em uma micareta.

Por isso, Stephany Brito vai dar uma de "funkeira" pois, como a prova de talento de jovens atores e atrizes é fingir que é "funkeiro", "chicleteiro", "fã de Zezé Di Camargo" e outros fingimentos constrangedores, mas obrigatórios. Rebolar até o chão, forjar lágrimas de crocodilo diante "daquele sucesso" do Chicletão, falsa comoção no encontro com ídolos breganejos.

Se não fizerem esses "compromissos", adeus propagandas de curso de inglês e produtos cosméticos, adeus papel principal em novelas da Globo, adeus até mesmo a alguma carta de recomendação para uma produção da Rede Record. A mídia grande não tolera atores "difíceis".

Um comentário:

Lucas Rocha disse...

Será que, em 1980, o casamento de uma jovem atriz deveria ser comemorado com a breguíssima música do Sidney Magal "Meu sangue ferve por você"?