quinta-feira, 30 de julho de 2009

SÔNIA BRIDI DEIXA A SUCURSAL DE PARIS DA REDE GLOBO



Ela foi uma mulher bem casada que, marido a tiracolo - o cinegrafista e parceiro de reportagens Paulo Zero - , foi viver em Paris, França, país famoso pelas mulheres classudas solteiras. Era irônico isso, ver a belíssima Sônia Bridi e o simpático marido (sim, existem mulheres lindas que são casadas com caras legais) estar num lugar onde mulheres belíssimas e muito inteligentes optam pela solteirice, enquanto no Brasil mulher solteira é sinônimo de fã de música brega/neo-brega que se isola diante do computador para ver o Orkut, ou então de ex-dançarina de pagode ou "funk" cujo passatempo atual é dar fora em pretendentes ideais para ela.

Realmente bato na tecla. Nada contra mulheres legais e interessantes que se casam. Nem todo marido de mulher interessante é gente boa, tem muito empresário "mala", muito coroa sisudo, dirigente olímpico mais preocupado em exibir paletós, mas há também caras legais que são maridos de mulheres interessantes. O Paulo Zero é legal, um excelente jornalista da imagem, que fica no outro lado da câmera quando sua amada Sônia fala para nós pela televisão.

O grande problema, não custa repetir, é ver dançarinas ou ex-dançarinas de "funk", num tempo em que virou moda mulher famosa ter namorado e marido, ficarem sozinhas, esnobarem pretendentes empresários ou jogadores de futebol e ficarem num celibato inútil, esperando que nós, pobres mortais, tenhamos que pedir essas "malas" calipígias em casamento. Isso é que não dá para aceitar.

Voltando ao enunciado, Sônia Bridi voltará a fazer reportagens no Rio de Janeiro, junto ao seu marido e colega. Boa sorte para ambos.

Nenhum comentário: