sexta-feira, 31 de julho de 2009

Lula chama de 'imbecis' e 'ignorantes' críticos do Bolsa Família


Lula criticou quem diz que programa deixa 'as pessoas preguiçosas'.

Presidente discursou em cerimônia de formandos em Belo Horizonte.

Do G1, em São Paulo

Em discurso durante a cerimônia de formatura do Planseq (programa de qualificação dos beneficiários do Bolsa Família) nesta sexta-feira (31), em Belo Horizonte, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva classificou de “imbecil” e “ignorante” os críticos ao programa.

“Ainda tem gente que critica o Bolsa Família. Eu acho normal. Eu atingi uma idade que eu não tenho mais o direito de me ofender com essas coisas. Alguns dizem assim: o Bolsa Família é uma esmola, é assistencialismo, é demagogia e vai por aí a fora. Tem gente tão imbecil, tão ignorante, que ainda fala ‘o Bolsa Família é para deixar as pessoas preguiçosas porque quem recebe não quer mais trabalhar’”, disse.

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome informou nesta sexta que o reajuste de cerca de 10% autorizado para o Bosa Família, principal programa de distribuição de renda do governo federal, terá um impacto de R$ 406 milhões no orçamento federal deste ano.

Para o presidente, "a ignorância é de tal magnitude que as pessoas pensam que um ser humano vai ganhar R$ 85 e vai deixar de ter perspectiva de ganhar os R$ 616 que a Mônica [uma das formandas] vai ganhar tendo um trabalho decente".

"As pessoas que pensam que o Bolsa Família é isso são as mesmas que acham que o cara mora num barraco na favela porque quer, que o povo é pobre porque é vagabundo porque não quer trabalhar, estudar. Ou seja, essa forma simplista de ver as coisas, não permite sequer que esse ignorante lembre que o país é dividido entre as pessoas que tiveram oportunidade e as que não tiveram oportunidade", disse o presidente.


COMENTÁRIO DE O KYLOCYCLO:

Seria ideal que, em vez de haver paliativos como o Bolsa Família, houvesse um projeto educacional sério que de fato resolva os problemas do analfabetismo, da baixa instrução em todos os aspectos. Por que ninguém mais fala de Anísio Teixeira, de Paulo Freire, de Darcy Ribeiro? Por que não há um novo educador com grandes projetos para a nação? A Bolsa Família é uma esmola, ela apenas dá o peixe, em vez de ensinar a pescar.

O próprio povo, se observarmos bem, tem muito mais necessidade de saber trabalhar e lutar por conta própria do que ficar recebendo mesada à toa do governo.

Quem reprova o Bolsa Família, por ser um mero paliativo, não acha que o povo mora na favela porque quer ou outras coisas do tipo. Reprova porque, isso sim, quer que o povo trabalhe, tenha saúde gratuita de qualidade, educação gratuita de qualidade, uma casa decente e espaçosa e segurança. Dar mesada para o povo não resolve, se projetos como o PAC andam muito lerdos, se não existe educação e, além de tudo, surgem DEMAGOGOS como MC Leonardo e sua APAFUNK para dizer que o ridículo "funk carioca" é cidadania. Gente aliás que é apoiada pela corrupção política de direita, de centro e também de esquerda (vide o DECEPSOL).

Pelo jeito, Lula esqueceu de sua própria experiência de vida.

Um comentário:

Marcelo Delfino disse...

Duro é aguentar os comentários idiotas de Hélio Fernandes sobre este mesmo assunto.

http://www.tribunadaimprensa.com.br/?p=2022

Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Que o Bolsa Família continue, mas que as ações de governo não fiquem só nisso. Quando vejo mendigos e crianças maltrapilhas nas ruas, lembro do fracasso do governo Lula no resgate da população carente.