terça-feira, 2 de junho de 2009

Venda de creme dental sofre oligopólio


Essa denúncia é séria e deveria ser apreciada pelo CADE. A concentração, na venda de cremes dentais em supermercados e farmácias do país, de apenas duas indústrias multinacionais, a Colgate-Palmolive e a Unilever, é um assunto que deveria render debates e investigação constantes.

Na maioria dos supermercados e farmácias de todo o país, o que se vê nas prateleiras de cremes dentais são apenas os produtos das duas indústrias, como Sorriso e Colgate e a marca Close Up, que recentemente tornou-se a única marca de creme dental da Unilever, já que a Gessy original se transformou no sabor hortelã de Close Up e o Signal original hoje é também outro sabor da Close Up que, ironicamente, fez desaparecer seus sabores originais.

Há outras indústrias de creme dental, inclusive nacionais, mas sua penetração no mercado é difícil. A Procter & Gamble, estrangeira como a Colgate e a Unilever, também tem marcas de cremes dentais, mas elas geralmente são especializadas em dentes sensíveis e seus produtos são caros. Os supermercados também fazem parcerias com indústrias nacionais para lançar produtos com os nomes desses estabelecimentos.

Das marcas brasileiras, destaca-se a Contente, da indústria Suavetex, cuja qualidade surpreende de tal forma que o creme dental convencional, vendido a um preço relativamente acessível, atua com eficácia em dentes sensíveis. A marca chegou a fazer parcerias promocionais com o programa Domingão do Faustão, da Rede Globo. Mesmo assim, ela tem dificuldade em entrar nos supermercados populares, assim como não é encontrada com facilidade em farmácias.

Nenhum comentário: