segunda-feira, 29 de junho de 2009

JOSÉ SARNEY DESBANCOU MICHAEL JACKSON DAS RÁDIOS FM


As emissoras FM contemporâneas de nosso país estão, em maioria, de luto. Não por causa do ídolo pop Michael Jackson, mas por causa de José Sarney, um dos padrinhos dessas rádios, que sofre uma grave crise desde que se revelou que o senador usava o dinheiro do Senado para ninharias pessoais e favores para parentes e amigos.

As FMs com roupagem de AM, sobretudo, pouco iriam se lembrar de Michael Jackson até porque não tocavam música, pelo menos em certos horários, não é mesmo? Tinham que se lembrar mesmo de Sarney, por causa dos assuntos políticos.

Mas Sarney deveria ser querido, muito querido por essas FMs, porque foi ele e o baiano Antônio Carlos Magalhães que presentearam empresários e políticos amigos com emissoras de rádio, sobretudo FM. Essa politicagem deve fazer os tecnocratas do rádio holandês sentirem inveja, uma vez que eles não contaram com um ACM ou Sarney para assassinarem o rádio AM.

Foi através da "dupla sertaneja" ACM & Sarney que as FMs com roupagem de AM cresceram, às custas de muito beija-mão dos políticos conservadores e muito lobby com os tecnocratas.

Foi com essa dupla que as redes de rádio cresceram, dizimando programações radiofônicas regionais.

Foi com essa dupla que a Música de Cabresto Brasileira (a dita "música popular" que rola hoje na maioria das rádios e na TV aberta) tornou-se dominante, a ponto de ameaçar a verdadeira Música Popular Brasileira, que sofre de fato a discriminação erroneamente atribuída aos astros bregas e neo-bregas.

Foi com a dupla ACM & Sarney que seitas religiosas duvidosas aumentaram seu poder e seu "rebanho" em pouquíssimo tempo.

Foi com essa dupla, finalmente, que o showrnalismo esportivo, ao mergulhar adoidado nas ondas de FM, fez uma ligação direta entre a corrupção dos dirigentes esportivos e o jabaculê das FMs, sob o silêncio absoluto dos crédulos "líderes de opinião".

Enfim, Sarney, assim como ACM, tornaram-se os MAIORES SUCESSOS DO RÁDIO FM DESDE OS ANOS 90.

Nenhum comentário: