domingo, 28 de junho de 2009

BAND NEWS FLUMINENSE FM DESESPERADA



Como a Band News Fluminense FM está com audiência miserável (como dissemos, comparável ao da fase pindaíba da Flu FM de 1991-1994), da mesma forma que a CBN FM carioca e, surpresaaaaa, a Infra Rádio Tupi (alcunha da clone da Super Rádio Tupi em FM), sua cúpula está apelando. E olha que se esgota o prazo do primeiro contrato da rede Band News FM com o Grupo Fluminense de Comunicação, a vencer em 2010. E com o empresário Alexandre Torres Amora priorizando mais a Fluminense AM 540.

Recentemente, um telejornal da TV Bandeirantes carioca fez propaganda de um programa da Band News Fluminense FM, com direito ao nome da emissora pronunciado todinho, com a frequência "FM" arranhando os ouvidos (dá para perceber que a sigla FM passou a ser um palavrão para os radiófilos holandeses - não os "radiófilos" chapa-branca, é claro) e a sintonia 94,9 mhz, que era sinônimo de cultura alternativa em outros tempos, pronunciada.

Com uma programação maçante onde longas entrevistas soam como meros serviços telefônicos - quem não entende português pode levar isso como uma ligação de telemarketing - , telejornais sem imagem repetidos ad nauseam e comentários onde se permite até o supérfluo (tipo comentar o penteado de um jogador de futebol europeu ou anunciar a compra, pela Brothers & Cousins, da mega-corporação de entortadores de bananas Banana Torture, com direito a dados das ações da empresa em Cingapura).



Isso quando não há transmissão de corrida de Fórmula 1 pela Band News FM, com direito ao filho do "camisa 12" Galvão Bueno no posto de comentarista.



Não seria melhor alternar notícias mais importantes com algum clássico do rock discriminado pelas rádios? Certamente os 94,9 mhz teriam um índice de audiência realmente mais digno.

3 comentários:

Marcelo Delfino disse...

Eu acredito que a saudosa Mundial 11-80 no FM valeria muito mais a pena que a Bândi Níus FM.

Leonardo Ivo disse...

Alexandre, Mal a Tupi veio apra o FM e ja está tendo prejuizo? Sua audiencia anda muito baixa mesmo? Até por que não tem nem um mes que ela foi para o FM e ja está fracassando? Me responda.

O Kylocyclo disse...

Leonardo, sei que seu comentário é pertinente, mas quando escrevi sobre o fracasso da Tupi, me referi ao fato de que suas expectativas e sua propaganda (com aval até do Tom Leão) não eram de que a rádio tivesse um fracasso desses, mesmo no comecinho. Por isso esse começo foi um fracasso, porque seus responsáveis apostavam num sucesso logo de cara.

Exagerado mesmo foi o comentário do Daniel Starck, do TudoRadio, que a "Rádio Gaúcha AM" FM tornou-se sucesso instantâneo logo de largada.

Infelizmente as "rádios AM em FM" ficam esperando anos e anos para emplacarem, e muitos anunciantes se irritam com isso. Essas FMs acham que podem sobreviver 10, 20 anos, um milênio com audiência em torno de uns três ou quatro mil ouvintes por dia e os anunciantes temem ficar no prejuízo com isso.