sexta-feira, 20 de março de 2009

SALVADOR (BAHIA) - ÔNIBUS "BRANCOS" IRRITAM BUSÓLOGOS E CIDADÃOS EM GERAL




Os empresários de ônibus mostram mais uma vez o desprezo total que eles exercem ao interesse público. Numa decisão "de cima", com o consentimento da Prefeitura de Salvador na gestão fisiológica de João Henrique Carneiro, boa parte dos empresários de ônibus de Salvador decidiu, em completo desrespeito ao interesse público, pintar as frotas de ônibus com um branco "básico", só diferindo na cor de um pára-choque, no logotipo geralmente minúsculo de cada empresa e no número.

Não é preciso ser busólogo para se revoltar com essa padronização branca dos ônibus de Salvador. Se a revolta, nos sites, comunidades e fóruns dedicados aos ônibus da capital baiana, é geral, o mesmo acontece com os cidadãos comuns, enfurecidos com o visual fantasmagórico que mais da metade das empresas de ônibus locais passou a adotar. Somente os empresários de ônibus e as autoridades municipais - uma humilhante minoria!! - gostaram da idéia do visual fantasmagórico que vai contra a tradição multicor da cidade do Salvador.

A atitude está provocando grande revolta dos passageiros de ônibus, que correm mais uma vez o risco de pegarem os ônibus errados, contribuindo assim à "receita acidental" que o SETPS - sigla confusa do sindicato dos empresários de ônibus da capital baiana, que tem a risível pronúncia de "setépis" (socorro, Pasquale!) - , indignado com os reajustes anuais das passagens de ônibus (que para eles é pouco), faz através de mecanismos feitos para confundir os usuários e obrigá-los a pegar ônibus mais de uma vez.

Sabemos que alguns truques que o SETPS usa para ludibriar os passageiros e oferecê-los total desconforto é uma pressão para que a passagem de ônibus se torne cada vez mais cara. Como não podem fazê-lo, transformam o transporte coletivo de Salvador em uma barbaridade.

Vejamos algumas armações:

PULVERIZAÇÃO DE LINHAS POR ÁREA DE BAIRROS - A empresa pega a linha que quiser, pouco importa se é ou não de sua área de atuação. Assim, uma Praia Grande que serve o subúrbio ferroviário, tem uma linha na região de Brotas (0508 Cosme de Farias / Lapa), bem longe da área original. Isso aumenta os custos de deslocamento entre bairro e garagem, e confunde os passageiros que não têm noção exata de qual empresa realmente pegar, porque as linhas são embaralhadas sem critério de área.

POOL E FROTAS REGULADORAS - Incha o registro jurídico das empresas de ônibus, que enganam o BNDES declarando que têm, cada uma, "trocentas" linhas (quando 50% delas é operação compartilhada com outras empresas, o "pool", ou serviço aleatório de linhas de terminal, as "frotas reguladoras". Isso anaboliza o patrimônio financeiro dos empresários, além de enganar os passageiros com medidas demagógicas como o "pool" e "frotas reguladoras" que em nada resolvem de concreto e tecnicamente viável para o problema dos coletivos na cidade.

BANCOS DESCONFORTÁVEIS - Custa barato na compra de carros novos, mas para o passageiro sai caro demais. O pessoal do subúrbio ferroviário, sobretudo, sofre constantemente de dor de coluna por causa das linhas longas com bancos duros. Violenta chantagem dos empresários para pressionar o reajuste das passagens para valores maiores ainda.

E, agora, os ÔNIBUS BRANCOS, que servem para fundir a cuca dos usuários. Eu mesmo, quando morava em Salvador e ia pegar ônibus frente ao Salvador Shopping, apesar de conhecer muito o transporte da cidade eu não ficava isento de confundir um ônibus da Modelo na linha 0218 Ribeira / Pituba com um da São Cristóvão na linha 1207 Tancredo Neves / Pituba. Se um sujeito como eu corre o risco de confundir, imagine os idosos, deficientes e trabalhadores e estudantes apressados!...

Aqui vai a lista das empresas que DESRESPEITAM os usuários com o visual "branco básico" que mais parece um vitiligo estético, uma estética fantasmagórica:

CAPITAL TRANSPORTES URBANOS LTDA.
CENTRAL DE SALVADOR TRANSPORTES URBANOS LTDA.
COLETIVOS SÃO CRISTÓVÃO LTDA.
EMPRESA DE TRANSPORTES COSTA VERDE LTDA. (Intermunicipal)
EMPRESA DE TRANSPORTES UNIÃO LTDA.
ILHA TROPICAL TRANSPORTES LTDA.
MODELO TRANSPORTE URBANO LTDA.
TRANSPORTE ONDINA LTDA.
TRANSPORTE ONDINA LTDA. / DIVISÃO METROPOLITANA (ODM) (Intermunicipal)
TRANSPORTES SOL S/A (TRANSOL)
TRANSPORTES VERDEMAR LTDA.
VIAÇÃO RIO VERMELHO LTDA.
TRANSPORTES VIA NOVA LTDA. (Intermunicipal)

As empresas que não aderiram ao "brancão" foram a BTU, Joevanza, Barramar e Vitral. Correm rumores de que a Boa Viagem e a Praia Grande sigam o "brancão", mas nada foi confirmado.

A quem estiver indignado com isso, é possível acionar desde o Ministério Público da Bahia até mesmo divulgar protestos em emissoras de TV e jornais. Quanto mais gente protestar, melhor.

Um comentário:

ferparegi disse...

Oi Boa tarde !!!
Certamente que as empresas que não aderiram o citado e tão agonisante "Brancão" quer dedicar isso a alguma "instituição" pode-se ser o caso ou não? será uma forma de economizar ouuu!!!
ai fica uma dúvida !